21 dezembro 2009

16

Celebro sozinho os 16 anos de meu garoto. saudades de um tempo que nunca existiu. em paz….contudo…saudade, esperança.

 

gerson

4 comentários:

Yuri Steinhoff disse...

Paz e Esperança...
o que vc me transmite em nossas conversas, bate-papos e em suas pregações...

Saudades... é o que sinto aqui de longe deste meu grande amigo que veio a tornar-se... saudade do sentimento de paz e esperança que este meu amigo Gerson me passa em um simples aperto de mão e em um abraço...

A esperança de um mundo melhor que se torna fato ao conhecer pessoas tão humanas quanto a familia Freire...

Um grande abraço afetuoso...

Um grande beijo em toda a família, neste período que somente simboliza o constante e cotidiano advento que cremos em nossos corações...

Feliz Natal

CLARO EMPRESAS disse...

Olá.
Li sua monografia no blog e achei muito interessante. Sou sociologo formado pela UFRJ e pensei numa tese de mestrado sobre a indumentária esporte fino no culto do grupo Projeto Semear aqui no RJ.
A tese seria a seguinte:

1) Identificar a indumentária como um recurso simbólico para traduzir uma identidade religiosa.
Postura e sinais corporais, roupas são elementos estuturantes do culto das pentecostais.

2)A ascese protestante associa o sucesso economico, profissional do indivíduo à sua prosperidade espiritual (Weber). O ethos invade o plano histórico da vida social capitalista. Consequência: as Igrejas pentecostais se buroctratizam, planejam e fazem gestão empresarial do corpo doutrinário (pastores).

4)Enquanto as Igrejas históricas apostam na fidelidade de seus fiéis através da assimilação da tradição e na sua ortodoxia, as pentecostais impõem aos pastores certas funções profissionais, sendo eles contratados, pagos, para garantir o sustento financeiro e ideológico das mesmas atraindo fiéis nas ruas, casas, empresas.

3)Produto subjetivo desta função capitalista-burocrática dos pastores: investir na aparência pessoal. Isso significa investir no imaginário criado pelos padrões de vida das classes "bem-sucedidas" - advogados, juízes, empresários - como sendo a forma simbolica de "ver" o belo, o bem através da prosperidade econômica.
Associando a aparência dos ricos à beleza e prosperidade espirituais, é possivel tornar eficaz o exercício da autoridade, do poder e da credibilidade frente aos seus fiéis, usando-se o "esporte-fino".

Gostaria muito se você pudesse me ajudar, estou viajando ou tem a ver o que estou pensando?

Obrigado.

Felipe
consultor claro empresas

CLARO EMPRESAS disse...

meu email é fg.claro@gmail.com

Isa Medeiros disse...

Olá,

Estou visitando a blogosfera cristã em busca de blogs interessantes para ler e trocar idéias.

Parabéns pelo seu trabalho, já estou sendo seu seguidor.

No Um pouco além do óbvio temas como Cristianismo e sexualidade são abordados por um livre-pensador cristão, sempre de um ponto de vista um pouco além do óbvio...

Ficarei honrado com a sua visita.

Um forte abraço.

N'Ele, a autoridade máxima em matéria de salvação.