05 setembro 2006

Santidade X Neurose

Atualmente temos ouvido falar muito sobre “Santidade”. Essa palavra vem sendo cantada exaustivamente pela Igreja. O assunto é tema de estudos tão mirabolantes que ao final não sabemos com certeza o que seria o objetivo central da tese.

O desejo por “ser Santo” ocupa um espaço considerável na mente evangélica brasileira. Tal esforço criou um paradigma de fé que eleva o moralismo a níveis extremos. Exemplo claro disso foi o jovem que decepou o próprio pênis por não querer mais pecar, e ao ser questionado por que fez isso ele respondeu, “Li na bíblia que se o teu olho te faz pecar é melhor arrancá-lo”...Isso aconteceu no Rio de Janeiro e foi noticiado pelo Jornal O Dia.

Será que a pregação da “Santidade” realmente está alinhada com o que a Bíblia chama de Santidade? Vejo que tal distorção teleológica está criando uma geração de “santos neuróticos” que chegam ao ponto de não conseguir mais conviver aqui nessa terra. Onde fica a oração de Jesus, o qual expressamente disse, “Não oro que os tire do mundo mas que os livre do mal”? Esse comportamento de fé pode ser notado em vários ramos da Igreja evangélica. Falo isso através da minha experiência em viajar todo o Brasil como palestrante e músico.

Creio que os danos psicosociais serão visto nessa próxima geração de cristãos, os quais cresceram debaixo desse engodo religioso chamado de “Santidade”. Tal apelo vem fazendo com que pessoas queiram se tornar deuses. Sim! Parece até que a fé evangélica tem bases homéricas. Chamo isso de pseudopuritanismo, o qual é sutilmente recheado de justiça própria. Isso, em última análise, faz com que o “santo” seja exaltado, criando assim uma tentativa de se competir com o sacrifício vicário.

Essa neurose faz com que os afetados não consigam perceber nada da realidade. A vida se torna apenas um momento na quarta-feira e no Domingo, ou um congresso. O padrão não mais é Cristo e sim o que se ensina em nome de Cristo. O desejo por essa tal “santidade” cria apenas cristãos irrelevantes no seu estilo de vida, que so querem viver no orgasmo da transcendência. Isso me lembra do tal Nirvana.

Mas o que é ser santo? Creio que ser santo é nada mais do que ser um pecador perdoado que vive sua fé dia-a-dia, com gratidão pelo que Deus proporcionou na cruz de Cristo, aprendendo a confiar na graça de Deus e a se relacionar com o Espírito de Cristo, sabendo que toda a vida que tem vem Dele e é pra Ele. Toda! Não apenas as minhas aspirações religiosas e místicas.

Achamos que, com o passar do tempo, nos tornamos melhores. Bem, não é isso que vejo na vida de Paulo. Ele terminou sua vida afirmando que era o maior dos pecadores. Será que ele não era santo? Creio que não. Creio que ele entendeu o que é ser santo. Ele entendeu que era Deus quem o santificava e não suas tentativas de ser ou parecer melhor. Ele compreendeu que Santidade não é conquistada e sim vivenciada, recebido de graça, não adquirida através de trocas espirituais (Jejuns, votos, cultos, sacrifícios, etc). O consumismo também contribui para que essa teologia perversa ganhe mais e mais espaço no meio da cristandade, pois, partindo do presuposto que me torno melhor através daquilo que adquiro, os crentes simplesmente são possuídos por esse “espírito” e aplicam tal prática ao que chamam de santidade.

Não vejo muito o que fazer com essa neurose, visto que ela já está no tempo longo de Braudel. Acho que teremos que conviver com os seus frutos amargos. Não sou pessimista, sou realista. Mas ainda bem que a graça de Deus está disponível pra nos curar de nossas neuroses, inclusive desta.

12 comentários:

BLOG DA MONICA JOY disse...

amor, nao sei se nao postaram comentarios porque nao leram ou porque temeram. mas eu concordo totalmente com este texto, como ja te falei, e como ja foram estas palavras, fruto de varias conversas nossas a este respeito. Anseio pela verdadeira Santidade de vida, derramada pelo proprio Deus, em nossa vida simples e pequena, mas tao preciosa aos olhos do Criador. TE amo. Estou contigo... sempre. beijocas. eu.

Raquel Freire disse...

É primo realmente Deus pode sim curar as pessoas desta neurose, mas o que tb é preocupante é essa“Neurose” passar despercebida, não acha?

Gosto muito dos seus textos.

Beijos:- Raquel Freire

ana clara disse...

OLAH... poxa eu naum comentei antes pq soh fui ler agora... to ateh agora sem jeito e vergonha.. por fazer parte dos neuroticos.. vlw pelo sacode... o q seria de mim sem os.. acorda q deus me dah... pow nem tenho o q flar.. vlw mesmo

Thalita disse...

Caramba! Vc sempre fazendo isso q nem sei dar nm, seria, um docontra "santo"?!!!
kkk
Olha eu as vezes tenho até medo de ler seus artigos pelas reflexões que eles podem provocar em mim...cara nem sei o que mais dizer.

Mas aproveitando vou comentar tb seu post acima sobre o show do delirious, mas uma vez vc quebrando paradigmas "gospeis", enquanto todo mundo diz que é contra shows, q show é tipo que promover homens e o q importa é promover Deus, e talz; vem vc dizer que "delirou" e q tava sentindo falta disso...caramba! Realmente vou ter de passar mais uns meses sem vir aki no seu blog! Dá medo!!
kkkkkk
Brincadeira, mas o lance é que vc trata as coisas "espirituais" com uma normalidade sem igual, o que nos (me) faz enxergar as coisas "gospeis" de outra forma...

ah sei lá como terminar esse comentário...impossível neste momento me posicionar como favorável ou desfavorável qto a essas duas opiniões desses dois posts q eu comentei

(e que caiam matando em cima de mim os fãs gospeis do Gerson...)

Iury disse...

Realmente mano cada dia que caminho nessa terra, principalmente no deserto atual, vejo o quanto eu sou pecador em cada detalhe ate mesmo nos momentos mais puros quando procuro acho algum sentimento torto, vejo dia a dia .. isso e percebo o quanto Jesus merece meu louvor por ter esperimentando o que é ser homem e não ter pecado ... luto todos os dias mais hoje aceito como sou e principalmente aceito Jesus como é .. perfeito e seu sacrificio perfeito .. realmente o merito é de Cristo ..... e isso é apaixonante....

Anônimo disse...

Tu é doido mano brow ...... hehe ....ta parecendo o jo soares misturado com o caio fabio .....

Anônimo disse...

Oh Maluco.... ce nao acha que vai dar margem pra gente fazer o que quiser da vida nao, e depois é so pedir perdao a Deus " Nao useis da liberdade da graça, pra dar ocasidao a carne .....

Daqui a pouco vai todo mundo sair tomando cerveja nos botecos por ai, e num tem nada a ver ne....

Gerson Freire disse...

Prezado anonimo....

Primeiro queria reprovar sua anonimisse!!!! heheheh... Pra alguma cois valer aki no meu blog tem ki por o nome.

Segundo...cada um tem ki aprender a ser livre pra fazer o que kiser sim....acho que isso é o amis importante na vida...se ano ficamos a mercê dos movimentos alienatóriso da vida....

terceiro......viva a skol!!!

Quarto.....Viva o chop de Uva..

Quinto...hummm!!!

Sexto....chapei!!!

Setimo....se beber nao dirija.

Oitavo.... ZZZZZZZZZ!!!!!

Anônimo disse...

Poxa Gersinho, esse texto foi realmente um dos melhores e incriveis dos muitos que tem por aqui! Tenho visto uma geração alienada, peocupada em "atrair a gloria de Deus" e esquecida em atrair os perdios para perto de si. Ja passou da hora de analisarmos e pregarmos isso para aqueles que nos ouvem. Ser santo é mto mais que isso tudo...é perceber o q não consigo ser.....e por isso que Ele veio! E Sua graça me basta! Sem conformismos, apenas dependência!
Em Cristo
Ana Barrios

Vinicius Queiroz disse...

A paz do nosso Senhor irmão Gerson, eu admiro muito o ministério e a coragem que Deus lhe concedeu. A santidade deve ser uma busca continua na vida daqueles que se dizem ser discípulos de Cristo.
A palavra santo significa ``separado´´ , um extremismo ridículo tem realmente se formado na Igreja, onde praticas a qual o nosso Senhor condena na sua palavra como em Efésios 5, e nesse mesmo texto cita também no versículo 8 ``Que antes eras trevas, mais agora sois luz no Senhor. Andai como filhos da luz.´´ A palavra do Senhor também se refere em Mateus 7:13 ao 23, que muitos a qual dizem Senhor, Senhor não entraram no Reino dos céus, porque será, pregaram no nome de Jesus, ministraram no nome do Senhor, operaram grandes milagres no nome do Senhor mais o final de muitos destes é a condenação a separação total de Deus. Eu me alegro constantemente no meu Senhor e salvador, não me considero nem ao menos um dedo santo e quem sou eu para julgar alguma coisa, assim como a palavra cita em Mateus 7, quero prosseguir nessa caminho apertado, negando meus desejos carnais, negando as modinhas do mundo, negando as diversões fúteis e inúteis que não me produziram e nem me produziram a alegria a qual Jesus tem me concedido pelo conhecimento da sua salvação.
No mais um grande abraço irmão e que Cristo se revele a nos dia apos dia.
Alegrias sempre
Vinicius

A Coisa Principal disse...

A paz Gerson, brother andei meio gripado e de cama por isto dei uma sumida. Cara este texto seu é algo que já venho pensando em escrever sobre ele há um tmepo e só estava juntando as informações na cabeça para passar para o papel. Concordo plenamente com este texto mas ainda há muito o que se dizer a respeito disto, e fico feliz por ter encontrado alguém que entende da mesma forma que eu. Fique na paz Pr. Carlos Rizzon
www.igrejaurbana.org

Fernanda disse...

Muito Bom!!! Creio que para tudo há um equilíbrio e Deus trabalha com as pessoas de formas diferentes... Paulo nos diz claramente que muitos tentariam nos escravizar novamente!!! Deus nos chamou para a liberdade e o que cada um vai fazer dela, depende da relação que tem com Deus...e isso é pessoal, não cabe a ninguém julgar isso e nem nada!!!
O temor vem com a intimidade, se a cerveja para um é um problema para outro nao é (exemplo né!) mas cada um sabe suas limitações... o grande problema nosso hoje é que vivemos um evangelho tipo loja de departamento que quer todo mundo igual e de forma barata sem relacionamento e sem intimidade.. isso é que não dá!!! Deus é um Deus de amor Ele nos conhece e nos aperfeiçoa a cada dia!!!